Blog

WordPress 10 Anos

WordPress 10 Anos
Reviews

WordPress 10 Anos

Seu nome agora poderia ser WordPress 10 Anos e isso certamente dispensa uma introdução, especialmente para aqueles que estão envolvidos com blogs. O WordPress tem sido uma das maiores ferramentas que um escritor pode ter quando se trata de publicação online. Ele certamente fez sua reputação por toda a Internet e ajudou blogueiros e donos de sites a alcançar seus sonhos de publicação online.

Muitos sites populares contam com o WordPress para chegar ao seu público. No momento da escrita deste artigo, a última versão do WordPress (3.8) já atingiu mais de 14 milhões de downloads . Se você já se perguntou como WordPress atingiu esses números tão rápido, nós vamos levá-lo através de uma jornada histórica agora.

[leia]Porque você deve usar o WordPress?[/leia]

Neste artigo, vamos mostrar a você como o WordPress passou de uma simples ferramenta de publicação on-line, para um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) tão avançada quanto é agora. Nós vamos analisar especificamente a forma como a Interface Administrativa do WordPress (WordPress Admin UI) mudou desde o WordPress 0.71 até o WordPress 3.5.

WordPress 10 Anos

WordPress 0,71 – Gold (2003)

WordPress 0,71 - Gold (2003)

Esta foi a primeira versão do CMS popular e ela foi focada na simplicidade. Não há Painel para Boas Vindas com as estatísticas do seu site ou outras informações. Os usuários podem ter três modos de status para um post – “Publicado”, ‘Rascunho’ e ‘Privado’ – pela primeira vez.

Isto o torna mais flexível para que você gerencie seus posts para guardá-lo para mais tarde ou publicá-lo imediatamente. Não tinha muitos recursos, não como o que temos hoje, mas naquela época, era um presente do Matt Mullenweg para escritores.

WordPress 1.0 – Miles (2004)

WordPress 1.0 - Miles (2004)

Lançado em 2004, este foi o segundo grande lançamento do WordPress, e também a primeira versão a receber o nome de um músico de jazz, Miles Davis, como podemos ver no site oficial do WordPress : ‘WordPress core developers share a love of jazz music‘ – Núcleo de desenvolvedores do WordPress compartilham o amor pelo  jazz.

Esta versão do WordPress teve algumas melhorias para ambos, UI e recursos básicos, em comparação com sua versão anterior. Esta foi a primeira versão à permitir aos utilizadores atribuírem várias categorias a seus posts, bem como criação de links permanentes amigáveis aos motores de busca.

WordPress 1.2 – Mingus (2004)

WordPress 1.2 - Mingus (2004)

A versão que recebeu o nome de Charles Mingus, lançada em 2004, acrescentou um monte de recursos para o WordPress e sua Interface Administrativa (Admin UI). Pela primeira vez, os usuários podem ver a seção ‘Plugins‘ no Painel Administrativo, que é uma das melhores características do WordPress, principalmente se você é do tipo que gosta de expandir as capacidades do seu site, sem ter que desenvolver ou programar coisas.

Os usuários agora eram capazes de criar Sub-Categorias para organizar seus posts de forma sistemática, e para o estilo. Os usuários também puderam Criar Miniaturas para seus posts nesta versão do WordPress, assim como usar Campos Personalizados, Preview do Post, Senhas Criptografadas e a capacidade de “pingar” mais de um serviço por vez.

WordPress 1.5 – Strayhorn (2005)

WordPress 1.5 - Strayhorn (2005)

A versão que recebeu o nome de Billy Strayhorn, foi a primeira versão do WordPress a mostrar o muito popular “WordPress Dashboard”. O login agora levava você para o Painel em vez da página de posts. Ela também tinha uma interface com abas que permitia aos usuários alternarem entre guias, para criar um post ou uma página, que não estava disponível nas versões anteriores.

O WordPress 1.5 manteve as solicitações e reclamações do usuário em mente, e, portanto, adaptaram-no exatamente às necessidades dos usuários da época. Esta foi a primeira versão do WordPress a dividir toda a estrutura de tema em arquivos separados, como header.php, footer.php e sidebar.php. Assim, se você fizesse alguma alteração em qualquer um desses arquivos, isso se refletia em todo o site , instantaneamente.

WordPress 2.0 – Duke (2005)

WordPress 2.0 - Duke (2005)

Batizada com o nome de Duke Ellington, esta versão do WordPress teve no painel de administração, uma mudança de cores, de tons de preto e cinza para alguns tons de azul, dando-lhe um look moderno e diferente das versões anteriores. Esta versão lançada em 2005 e introduziu o avançado editor TinyMCE (WYSIWIG) que todos nós gostamos de usar para formatar nossos posts.

Os usuários agora eram capazes de fazer upload de imagens para enriquecer seus posts. O painel de administração recebe a pré-visualização de temas via ‘screenshot.png’, juntamente com outras características da nova marca.

O AJAX foi injetado às raízes do painel administrativo do WordPress, tornando as ações muito mais rápidas, por isso, agora, quando você excluia um comentário ou uma tag, ela ia suavemente desaparecendo sem recarregar a página, economizando tempo e largura de banda. Agora você podia personalizar sua área de trabalho, arrastando e soltando painéis. O plugin anti-spam Akismet também foi introduzido.

WordPress 2.1 – Ella (Jan 2007)

WordPress 2.1 - Ella (Jan 2007)

Esta versão recebeu o nome de Ella Fitzgerald. O WordPress teve um monte de novas funcionalidades incluídas nesta atualização. Uma das mais notáveis ​​foi a interface rápida do painel de administração. Outras características foram a Verificação de Ortográfica, Comentários com seu próprio menu e muito mais.

WordPress 2.2 – Getz (Mai 2007)

Esta versão que recebeu o nome de Stan Getz. Nesta versão o WordPress não mudou muita coisas, mas foi adicionada a área de widgets dentro dos temas que é extremamente usada até hoje.

WordPress 2.3 – Dexter (Set 2007)

WordPress 2.3 - Dexter (Set 2007)

Esta versão recebeu o nome de Dexter Gordon. Nela havia um monte de correções de segurança. Houve algumas mudanças no painel administrativo também. Os usuários agora eram capazes de adicionar tags no WordPress. A notificação de atualização foi adicionada também nesta versão, podíamos agora ver notificações de atualização do WordPress e de plugins, caso a versão que estivéssemos usando estivesse ultrapassada.

WordPress adicionou um recurso onde ele redirecionava os usuários para a URL correta automaticamente. Além disso, acrescentaram botão de editor visual avançado.

WordPress 2.5 – Brecker (Mar 2008)

WordPress 2.5 - Brecker (Mar 2008)

Esta versão do WordPress, que recebeu o nome de Michael Brecker, foi lançada no ano de 2008 e teve a mais bela UI (Interface do Usuário) do WordPress até então, na nossa opinião. Foi a partir dessa versão, que a UI do WordPress começou a se parecer com a que vemos hoje. Com a introdução desta versão, o uploader de arquivos foi renovado com um novo visual e alguns recursos essenciais.

Pela primeira vez na história do WordPress, os usuários agora eram capazes de fazer upload de várias imagens ou outros anexos para o post de uma só vez e, finalmente, saberem quanto tempo os envios demorariam com a ajuda de uma barra de progresso .

WordPress 2.6 – Tyner (Jul 2008)

McCoy Tyner foi o homenageado desta vez. Eles acrescentaram uma contagem de palavras na seção edição do post, e o recurso de Turbo foi incluído, que permitia que você usasse o extinto Google Gears.

WordPress 2.7 – Coltrane (Dez 2008)

WordPress 2.7 - Coltrane (Dez 2008)

Até aqui, o WordPress tinha crescido rapidamente e atingiu milhares de blogueiros, preparados com grandes ideias para grandes sites, todos muito motivados. Toda a estrutura da  UI do Painel de Administração mudou, e uma barra lateral que continha links para as ferramentas essenciais, necessárias para gerenciar um site alimentado pelo WordPress, foi adicionada ao painel, dando acesso rápido às ferramentas necessárias.

Na versão que recebeu o nome de John Coltrane, o Painel Administrativo foi dividido em diferentes seções, como “Publicar”, “Tags”, “Comentários” e muito mais, que deram origem à adição de dois recursos úteis nesta atualização, “Opções de tela” e “QuickPress”.

Enquanto o “QuickPress” tornou a postagem mais fácil e rápida a partir do Dashboard, as “Opções de tela” ajudaram a otimizar o espaço da escrita, bem como o Dashboard, para deixá-lo do jeito que você quiser. Algumas outras características incluíam instalação “1-click” automática de plugins, atalhos do teclado, paginação de comentários, reorganização das seções no painel e muito mais.

WordPress 2.8 – Baker (Jun 2009)

Esta versão recebeu o nome de Chet BakerEmbora as mudanças no WordPress 2.8 fossem muito mais sutiis, foi incluída uma nova interface de arrastar e soltar para os widgets. Assim como o recurso de instalação automática de plugins foi adicionado à administração do WordPress em 2.7, agora, os temas podem ser instalados de dentro da administração do WordPress.

WordPress 2.9 – Carmen (Dez 2009)

Na versão que homenageou Carmen McRae, os usuários do WordPress, agora foram imediatamente solicitados à alterarem sua senha gerada aleatoriamente no login. Ao excluir um post, página, ou comentário, agora iriam para a Lixeira, no lugar da exclusão imediata. Além dessas características, também houve algumas alterações nos bastidores, como os ajustes em links de tags, outra atualização no TinyMCE e exibição de comentários por data.

WordPress 3.0 – Thelonious (Jun 2010)

A versão 3.0, que levou o nome de Thelonious Monk, foi primeira versão à permitir que sua senha fosse definida durante o processo de configuração, também foi introduzido um novo tema padrão. A API de desenvolvimento de temas foi mudada drasticamente, o suporte para menus personalizados, shortlinks e APIs de cabeçalho/plano de fundo. WordPress 3.0 certamente desencadeou uma grande riqueza de novas funcionalidades para o usuário e desenvolvedor.

Além de todas essas mudanças, o WordPress MU também foi incorporado à principal distribuição do WordPress.

WordPress 3.1 – Reinhardt (Fev 2011)

WordPress 3.1, que foi batizado com o nome de Django Reinhardt, introduziu muitas coisas para ajudar a administração de páginas e posts individuais. Sendo a mais notável, a adição da barra de administração no topo do site, quando logado como administrador, permitindo que os usuários atualizassem seus postos com bastante facilidade ao navegar em seu site. Também foi incluído o sistema de “linkagem” interna para procurar facilmente um poste e “linkar” diretamente para o mesmo de dentro do próprio post. Tipos de posts e conteúdo personalizados também foram introduzidos para permitir que desenvolvedores de tema pudessem inserir estilos personalizados.

WordPress 3.2 – Gershwin (Jul 2011)

WordPress 3.2 - Gershwin (Jul 2011)

Com uma interface de usuário atualizada e moderna, o WordPress que recebeu o nome de George Gershwin, foi lançado. A UI mudou muito, foi completamente redesenhada, enquanto, ao mesmo tempo, mantinha o CSS leve, carregando o painel muito mais rápido.

Esta versão apresentava uma outra grande ferramenta “Editor de Tela Cheia”, o que proporcionava uma experiência de escrita sem distrações. Além disso, foi dada à barra administrativa um pouco de atenção também, e com a adição de novas funcionalidades, tais como adição de “1-click” de novo post, novo usuário, etc, tornando-se uma ferramenta útil para gerenciar o seu site WordPress facilmente.

WordPress 3.3 – Sonny (Dez 2011)

Esta versão recebeu o nome de  Sonny Stitt. Na versão 3.3, o WordPress focou em tornar o WordPress mais amigável para iniciantes. Isto incluía uma detecção de arquivos mais fácil nos uploads, uploader de arrastar e soltar, uma barra de ferramentas e menus redesenhados ​​no admin e muitas outras características que vemos hoje ainda. WordPress 3.3 reforçou a capacidade de fazer o WordPress extremamente amigável.

WordPress 3.4 – Green (Jun 2012)

O WordPress 3.4, com o nome Grant Green, focou no refino de temas mais do que qualquer outra característica. Nele, vimos a ferramenta de personalização de tema, para modificar facilmente partes específicas do tema escolhido pelo usuário. Cabeçalhos e fundos personalizados também foram colocados dentro do lançamento do core doWordPress, sem a necessidade de plugins.

WordPress 3.5 – Elvin (Dez 2012)

WordPress 3.5 - Elvin (Dez 2012)

Com o lançamento do WordPress 3.5, homenageando Elvin Jones, vimos suporte para o display de retina da Apple, bem como a novo tema responsivo Twenty Twelve. O tema Twenty Twelve foi o primeiro com suporte nativo à layouts móveis e estava ótimo para qualquer blog. O “Media Manager” também foi introduzido, o que deu aos usuários do WordPress uma excelente experiência, que lhes permitia gerir quaisquer arquivos de mídia a partir de uma interface única e intuitiva.

Enquanto o frontend estava mais perceptível, o backend recebia uma nova tela de boas vindas, e melhor acessibilidade para os leitores de tela, telas sensíveis ao toque e para os usuários de teclado também.

Conclusão

Você deve ter percebido que o WordPress evolui constantemente e você que é usuário deste CMS incrível, deve manter-se atualizando sempre com a última versão, principalmente por questões de segurança.

WordPress 3.8 - Charlie Parker (Dez 2013)

Deve ter percebido também que as principais versões do WordPress, homenageiam grandes músicos, em seu codinome. Isso porque o núcleo de desenvolvedores do WordPress compartilha seu amor pelo jazz, então, desde o WordPress 1.0, todos os grandes lançamentos são nomeados em homenagem à músicos de jazz que eles admiram.

[leia]História Oficial do WordPress[/leia]

Veja o quadro de Lançamentos:

Versão Data de Lançamento Músico Homenageado Anúncio
1.0 03 de janeiro de 2004 Miles Davis Veja esta notícia
1.2 22 de maio de 2004 Charles Mingus Veja esta notícia
1.5 17 de fevereiro de 2005 Billy Strayhorn Veja esta notícia
2.0 26 de dezembro de 2005 Duke Ellington Veja esta notícia
2.1 22 de janeiro de 2007 Ella Fitzgerald Veja esta notícia
2.2 16 de maio de 2007 Stan Getz Veja esta notícia
2.3 24 de setembro de 2007 Dexter Gordon Veja esta notícia
2,5 29 de março de 2008 Michael Brecker Veja esta notícia
2.6 15 de julho de 2008 McCoy Tyner Veja esta notícia
2,7 10 de dezembro de 2008 John Coltrane Veja esta notícia
2.8 10 de junho de 2009 Chet Baker Veja esta notícia
2,9 18 de dezembro 2009 Carmen McRae Veja esta notícia
3.0 17 de junho de 2010 Thelonious Monk Veja esta notícia
3.1 23 de fevereiro de 2011 Django Reinhardt Veja esta notícia
3.2 04 de julho de 2011 George Gershwin Veja esta notícia
3.3 12 de dezembro de 2011 Sonny Stitt Veja esta notícia
3.4 13 de junho de 2012 Conceda Verde Veja esta notícia
3,5 11 de dezembro de 2012 Elvin Jones Veja esta notícia

 

Nota: A versão atual, enquanto escrevemos este post é a 3.8.1. Escrevemos sobre os 10 anos do WordPress, por isso não cobrimos as versões posteriores à 3.5.

Podemos perceber até aqui que o WordPress já percorreu um longo caminho para ser o que é. Tivemos muito sucesso até agora e mais há de vir no futuro. O WordPress não poderia ter feito isso sem o apoio de sua comunidade. Sendo assim, sugerimos que você se juntar à lista de  testadores de lançamentos Beta e teste as novas versões, para que possa ajudar o WordPress a crescer, reportando bugs e sugerindo recursos.

Fontes:

Deixe seu comentário aqui...

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site (por meio de análise), mostrar a você conteúdo de mídia social e anúncios relevantes. Por favor, consulte nossa página Termos & Políticas para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'. OBS: Ao continuar a navegação, você, automaticamente, concorda.

Configurações de Cookies

Abaixo, você pode escolher os tipos de cookies que quer permitir neste site. Clique no botão "Salvar Configurações de Cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Mídia SocialNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PublicidadeNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, mídia social ou publicidade.