Blog

Categorias vs Tags – Melhores Práticas de SEO para classificar o seu conteúdo

Categorias vs Tags
Guias para Iniciantes

Categorias vs Tags – Melhores Práticas de SEO para classificar o seu conteúdo

Tema de grandes discussões em se tratando de SEO, Categorias e Tags são importantíssimas para classificar o conteúdo do seu blog WordPress. Mais qual a diferença entre Categorias vs Tags? Qual é melhor para SEO? Qual o número ideal de Categorias? É correto atribuir um post a várias Categorias? Existe um limite de Tags que posso atribuir a cada post? Tags são como as meta-keywords? Existe alguma vantagem em SEO para utilizar mais Categorias do que Tags ou vice-versa? Temos visto muitos comentários sobre este assunto. Se você já fez algumas destas perguntas, ou algumas outras que não relacionamos neste artigo, nossa esperança é que ao terminar de lê-lo, você possa não só ter uma compreensão melhor deste tema, mas até fazer ajustes no seu blog WordPress, caso seja necessário.

Antes de respondermos qualquer das perguntas acima, devemos compreender o que são Categorias e Tags. Na nomenclatura do WordPress, ambas, Categorias e Tags, são conhecidas como Taxonomias. O seu único objetivo é classificar seu conteúdo para melhorar a usabilidade do site. Isto significa que, quando um usuário visita seu site, ele pode facilmente navegar por assuntos, em vez de navegar apenas cronologicamente, como era a configuração dos blogs inicialmente.

Qual a diferença entre Categorias vs Tags?

Categorias são destinadas a agrupar seus posts. Pense em tópicos gerais ou uma tabela de conteúdo para seu site. Categorias estão lá para, de fato, mostrar do que se trata seu blog. Ajuda leitores a encontrarem o conteúdo certo que estão interessados. Categorias são hierárquicas, ou seja, você pode criar sub-categorias.

Tags são destinadas a identificar detalhes específicos dos seus posts. Pense em Tags como um índice de palavras do seu site. Elas são “micro-dados” que você pode utilizar para “micro-categorizar” seu conteúdo. Tags não são hierárquicas.

Vamos analisar um caso. Suponhamos que você tenha um Blog Pessoal onde você escreve sobre sua vida. Suas Categorias poderiam ser: Comida, Música, Viagens, Livros, etc. Agora, quando você escrever sobre algo que comeu, vai adicionar este post à categoria Comida. Você poderia usar Tags como pizza, massas, carne, etc.

Uma das maiores importâncias de Categorias e Tags é porque você DEVE categorizar seu conteúdo. Você não é obrigado a adicionar todas as Tags. Se você não categorizar seu post, ele será atribuído à categoria “Sem Categoria“. As pessoas muitas vezes preferem mudar o nome da categoria “sem categoria” para algo como Outros, Pensamentos, Diversos, etc.

Uma outra diferença entre categorias e tags está na forma como os permanlinks (URLs, Links Permanentes) aparecem. Se você estiver usando Estrutura de Links Permanentes (URL) Personalizados, então seu prefixo de base será diferente. Exemplo:

https://seusite.com.br/categoria/comida/ (Categorias) vs. https://seusite.com.br/tag/comida/ (Tags)

Qual é o número ideal de categorias para o WordPress?

Até a versão 2.5 do WordPress não havia suporte para tags. Isso levou à criação de uma longa lista de categorias, pois as pessoas usavam as categorias para definir detalhes. Tags foram criadas para melhorar a usabilidade do seu site. Não acreditamos que haja um número ideal específico de categorias. A quantidade de categorias deve variar de acordo com a complexidade do site. Entretanto, por questões de estrutura e usabilidade, é melhor que você use subcategorias e tags.

As categorias são para abranger e agrupar os posts. Recomendamos começar com categorias mais genéricas e ir criando subcategorias à medida que o blog cresce e explora outros assuntos. Os blogs tendem a crescer e é impossível saber inicialmente todas as categorias necessárias. Ter muitas categorias principais inicialmente é inútil, principalmente porque no início você provavelmente, vai escrever uma quantidade menor de posts. É melhor que você tenha 5 categorias atualizadas frequentemente do que 30 categorias, onde a maioria tem conteúdo antigo.

Quando você deve adicionar subcategorias?

Digamos que você crie um post com um estudo de caso (case-study), onde você entrevistou um especialista para um assunto específico. Porque você não existe uma categoria chamada “Entrevistas com Especialistas” , você adicionará uma tags sobre este estudo de caso ou entrevista. Se você está fazendo várias entrevistas para estudos de casos e sua tag “Entrevista com Especialistas” tem mais de 10 posts e está crescendo consistentemente. Então, você deve considerar criar uma subcategoria “Entrevistas com Especialistas” para a categoria principal “Estudos de Caso”.

Certamente você terá que editar seus posts antigos para adequá-los a nova categoria. Se a estrutura da sua URL (Links Permanentes) é “/categoria/nomedopost“, você terá que usar um Plugin de Redirecionamento. Ele redirecionará automaticamente seus posts modificados para sua nova URL, para que possa manter os resultados para os mecanismos de busca.

Eu tenho que usar subcategorias ?

Claro que não! Você pode usar tags se preferir. A única razão para você criar subcategorias é para facilitar a usabilidade do usuário para encontrar o conteúdo.

Lembre-se que tanto Categorias quanto Tags (Taxonomias do WordPress) servem para tornar mais fácil a navegação do usuário pelo site.

É correto atribuir um post a várias Categorias?

Você pode até ler em outros sites que atribuir um post à varias categorias pode prejudicar o SEO. Alguns dizem que você pode ser penalizado por se tratar de conteúdo duplicado. Acreditamos que estas informações não são totalmente verdadeiras. Primeiramente, não se percam com SEO. Lembre-se que o objetivo de classificar seu conteúdo de forma eficiente é para ajudar os usuários a encontrá-lo. Pela forma correta de como as categorias principais devem ser configuradas, você não deve conseguir classificar um post à várias categorias.

Por exemplo, se o seu blog tem 3 categorias “publicidade, marketing e SEO”. Seus posts muitas vezes poderiam ser atribuídos à várias categorias. Talvez você precisa criar um categoria mais abrangente, por exemplo “Publicidade & Marketing”. Então, SEO seria uma subcategoria desta.

De fato, não há benefícios de SEO para atribuição à várias categorias. Mas, se você acha que fazendo isso ajudará seu usuário, vá em frente, atribua o post à várias categorias. No entanto, se isso tem sido muito recorrente, você deve analisar sua estrutura de categorias. Talvez algumas categorias precisam ser tags, ou talvez, subcategoria de uma categoria principal. SEMPRE PENSE NO USUÁRIO! Como tornar sua experiência de navegação cada vez melhor?

Se você é muito preocupado em ser penalizado por conteúdo duplicado, então use “noindex, follow” na taxonomia da categoria através do Plugin WordPress SEO by Yoast.

WordPress SEO by Yoast Taxonomia Categoria NoIndex

Se você quer fazer isso (noindex, follow) apenas em algumas categorias específicas, você poderá editar somente a categoria. O Plugin pode substituir as configurações globais.

Basicamente, quando você (noindex, follow) alguma coisa, diz ao Google (e outros robôs de motores de busca) para seguir todos os links destas categorias, então todos os posts poderão ser indexados. Contudo, não indexe os arquivos principais da categoria para evitar conteúdo duplicado. Saiba mais sobre noindex.

Nota: WordPress permite que você adicione um post a quantas categorias quiser. Sim, é bom que você adicione o post a várias categorias, desde que seja para facilitar a navegação e experiência do usuário. Você pode pensar nas categorias do seu blog como um índice, onde os posts são os capítulos. Você colocaria um mesmo capítulo em duas seções diferentes? A resposta para esta pergunta é não.

Existe um limite de Tags que posso atribuir à um post?

Uma resposta curta seria NÃO. WordPress não limita a quantidade de tags que você pode atribuir à um post. Você pode usar mais de 1.000 tags, se quiser. No entanto, o objetivo das tags são relacionar seus posts, até agrupá-los. Mais uma vez pense em tags como índice ou seu livro. As tags seriam palavras-chave populares que permitem você relacionar livremente seus posts. Isso torna mais fácil para o usuário encontrar posts, especialmente se estiver usando a busca do WordPress. Recomendamos utilizar mais de 10 tags somente se puder justificar, se for extremamente necessário.

Por exemplo: Se você estiver escrevendo um review de um filme para o Blog, você pode adicionar várias tags: nomes de atores/atrizes (só isso já pode resultar mais de 10 tags). Isso facilitaria por exemplo, ver outras reviews de filmes do Adam Sandler.

Mas, de forma geral, você deve sempre limitar a quantidade de tags que utiliza em seus posts. caso contrário não será difícil ter 10 mil etiquetas para uns 300 posts no site.

Tags funcionam como meta-keywords ?

Muitas vezes as pessoas erram por fazer das tags meta-keywords em seus blogs. E esta é a principal razão pela qual tentam adicionar quantas tags for possível. Tags não são meta-keywords para seu Blog. Pelo menos, não por padrão. Plugins como o WordPress SEO by Yoast permitem que você use suas tags como modelo para as meta-keywords. Mas se você não tem plugins configurados para fazer isso, então suas tags NÃO funcionam como meta-keywords.

Categorias vs. Tags: O que é melhor para SEO?

Uma das perguntas mais frequentes sobre este assunto é: Existe alguma vantagem de SEO para utilizar mais categorias do que tags ou vice-versa? A resposta simples para isso é NÃO! Você deve entender que elas devem trabalhar em conjunto. Se você leu este post, então deve entender o propósito individual de categorias e tags, bem como seu propósito combinado para aumentar a usabilidade do site.

Conclusão

O seu site deve ser para Usuários e não para Robôs de Motores de Busca. O objetivo de cada mecanismo de busca é pensar a forma como os usuários interagem com seu conteúdo. Se você tomar decisões baseado na usabilidade, você vai colher bons frutos de SEO. Categorias vs Tags, apenas duas Taxonomias padrões do WordPress. Boa parte dos sites usam taxonomias personalizadas para classificar seu conteúdo junto com as categorias e tags. Pense no seu Blog como um livro em constante evolução. Escolha a tabela de conteúdo (categorias) com sabedoria. Certifique-se que são temas importantes para seu público e não torne-as vagas. Use as tags para relacionar várias postagens. Se você vir que uma determinada tags está se tornando bem popular, considere transformá-la em subcategoria. Se você adicionou uma tag como subcategoria de várias categorias principais, deixe-a como tag mesmo. O objetivo é sempre tornar o site mais amigável possível.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a eliminar suas dúvidas sobre categorias e tags. Gostaríamos de saber seus pensamentos sobre o assunto, deixe um comentário abaixo. Como você classifica seu conteúdo? Quais as melhores práticas que você segue?

Deixe seu comentário aqui...

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site (por meio de análise), mostrar a você conteúdo de mídia social e anúncios relevantes. Por favor, consulte nossa página Termos & Políticas para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'. OBS: Ao continuar a navegação, você, automaticamente, concorda.

Configurações de Cookies

Abaixo, você pode escolher os tipos de cookies que quer permitir neste site. Clique no botão "Salvar Configurações de Cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Mídia SocialNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PublicidadeNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, mídia social ou publicidade.